Dor, inchaço abdominal e gases - a:care Abbott

Dor, inchaço abdominal e gases

alt

Gastro

Dor, inchaço abdominal e gases: pode ser constipação intestinal

alt
alt

A constipação intestinal, ou prisão de ventre, é uma das queixas mais frequentes em consultórios médicos, sendo mais comum em mulheres que em homens na idade adulta, mas igualando-se entre os sexos nas pessoas acima de 60 anos.

Segundo a médica gastroenterologista e professora-associada da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), dra. Maria do Carmo Friche Passos (CRM-MG 18.599), a constipação intestinal é dividida em: primária (estrutural), que se caracteriza por alteração no funcionamento do intestino, como contração intestinal insuficiente e descoordenada (inércia colônica), ou defecação irregular ou obstruída (retocele, contração involuntária entre outras); e secundária, quando se apresenta como consequência de outras doenças, como diabetes, hipotireoidismo, doenças neurológicas, ou pelo uso de alguns medicamentos (antidepressivos, anti-hipertensivos entre outros).

De acordo com a especialista, “a constipação é uma condição médica comum, mais até do que doenças, como asma, diabetes e pressão alta. É mais frequente nas mulheres, por razões culturais, e nos idosos, devido à falta de atividade física, ao consumo de medicamentos, à menor ingestão de líquidos, à flacidez da musculatura pélvica e às comorbidades relacionadas, como doença de Parkinson e outras doenças neuromusculares”.

Causas

A causa mais comum de constipação é a baixa ingestão de fibras. Esses componentes dietéticos são encontrados principalmente em frutas, verduras e grãos. Seu efeito está em aumentar o volume das fezes e reter seu líquido fazendo com que elas fiquem mais pastosas e fáceis de eliminar.

“Outros fatores importantes que contribuem para a constipação são a baixa ingestão de líquidos, que atuam hidratando as fezes e facilitando sua eliminação, além do sedentarismo”, explica a médica. Segundo ela, mulheres grávidas também podem desenvolver o quadro, porque, nessa fase, o organismo da mulher produz substâncias que fazem com que o intestino se mova mais lentamente. Porém o problema é resolvido após o parto.

A dra. Maria do Carmo faz um alerta, principalmente para as mulheres, sobre os problemas que podem ser causados quando há o hábito de adiar constantemente a evacuação, ou o chamado desejo evacuatório. “Isso reduz a sensibilidade do intestino, e, com o tempo, o intestino deixa de enviar ao cérebro o reflexo evacuatório fazendo com que a pessoa deixe de sentir vontade de ir ao banheiro. ”

Como tratar

Descartada a possibilidade de uma doença mais grave, o tratamento indicado inclui uma mudança no estilo de vida, aumentando o consumo de fibras e líquidos e incluindo a prática de uma atividade física na rotina diária. “Mas vale lembrar que as fibras não podem ser consumidas em excesso, pois elas podem ter um efeito colateral, como causar distensão abdominal. ”

Caso essas mudanças não melhorem o quadro, o médico pode indicar o uso de um laxante de fibras sintetizadas, que podem ser adicionadas a um líquido para serem consumidas. “São substâncias que retêm água, aumentando o volume das fezes, diminuindo sua consistência e facilitando a evacuação. Outra opção é o uso de laxantes osmóticos, que são substâncias que o intestino não absorve, e, por isso, ‘puxam’ a água dos vasos sanguíneos da parede do intestino e a retém. Temos ainda os laxantes estimulantes, que agem irritando a parede do intestino, fazendo com que ela se movimente e expulse o bolo fecal, e os emolientes ou lubrificantes, que facilitam o deslizamento do bolo fecal pelo intestino”, completa a médica. 

O conteúdo desta publicação é de responsabilidade dos autores e reflete exclusivamente suas opiniões e não necessariamente a opinião da Phoenix Comunicação Integrada ou do Laboratório Abbott.

Nenhuma parte desta obra pode ser reproduzida, gravada em sistema de armazenamento ou transmitida de forma alguma por qualquer meio sem a expressa autorização da Phoenix Comunicação Integrada, detentora dos direitos de acordo com a Lei 9.610 de 19/02/1998.

Material destinado ao público geral. Agosto/2019 - BRDULAC190927

 

Saiba mais sobre alterações no trato intestinal

Constipação intestinal

Entendendo o problema

O que é insuficiência do pâncreas?

Síndrome do Intestino Irritável

Suplementação com prebióticos:

A manutenção de uma microbiota saudável.