Contracepção e a retenção hídrica - a:care Abbott

Contracepção e a retenção hídrica

alt

Saúde Feminina

Diálogo entre médica e pacientes, sobre os benefícios do uso de contraceptivos para redução da retenção hídrica.

alt
alt

Nanda_Blue: #Proteção e bem-estar. É possível evitar a gravidez e sentir-se protegida. Todas já sabem que podem e devem se proteger para ter uma vida sexual segura. O uso da camisinha é fundamental, independente do método contraceptivo utilizado. O legal é que, hoje, os #contraceptivos modernos orais apresentam efeitos benéficos adicionais para o nosso dia a dia. Alguns contraceptivos orais, por exemplo, conseguem #evitar o inchaço que ocorre durante o ciclo menstrual. #Evitar a gravidez, sem o desconforto do inchaço, é tudo de bom!

VanessaS2: Gente, o que é contracepção?

Dra. Flávia: Contracepção é evitar a gravidez. E, para isso, existem vários recursos simples e bem eficientes, como:

# Os métodos de barreira – camisinha (masculina e feminina), diafragma, dispositivo intrauterino (DIU);

# Os métodos hormonais – anticoncepcional oral (pílula), injeção, adesivo, implante, anel vaginal, sistema intrauterino (SIU – um tipo de DIU com hormônio);

# Os métodos definitivos (cirúrgicos) – laqueadura e vasectomia.

# Tomem cuidado! Existem alguns métodos contraceptivos bem menos eficientes e antigos, como a tabelinha, a observação do muco cervical (substância que o útero solta no período da ovulação) e o coito interrompido. Esses métodos apresentam um alto índice de falha, ou seja, a chance de engravidar é maior. Além do mais, o único método que impede a transmissão de doenças sexuais, como a AIDS, por exemplo, é o uso da camisinha.

Tina_Lima: Então, qual é o método de contracepção mais indicado?

Tina_Lima: Não existe uma indicação única. Cada mulher escolhe, com seu ginecologista, o método que acha melhor para ela, considerando seu estilo de vida e sua personalidade.

Dra. Flávia: Os anticoncepcionais orais são os métodos mais utilizados desde que surgiram, em 1960. Isso porque são muito simples de serem manejados. Basta tomar um comprimido por dia. Além disso, eles conferem alto índice de proteção contra a gravidez (99%) e podem ser descontinuados quando a mulher quiser.

VanessaS2: Esses anticoncepcionais orais não fazem mal?

Dra. Flávia: Os anticoncepcionais orais antigos traziam alguns prejuízos para a mulher, porque eram feitos com doses bem altas de hormônios. Felizmente, as pílulas modernas são feitas com doses baixas de hormônios, o que diminui a ocorrência de efeitos indesejados, desde que que sejam sempre indicados por um médico, pois nem toda mulher pode fazer uso de contraceptivos orais. Existem vários tipos de anticoncepcionais orais. Todos feitos com hormônios sintéticos. Algumas pílulas têm uma combinação específica de estrogênio com progestagênio (hormônios sintéticos similares aos produzidos pelo organismo feminino) e trazem a vantagem de reduzir a retenção hídrica, o famoso inchaço.

Tina_Lima: Inchaço? Como assim?

Dra. Flávia: A retenção hídrica, mais conhecida por nós, mulheres, como inchaço, é um acúmulo de líquidos nos tecidos periféricos. Esse fenômeno, que pode nos fazer aumentar até 2 kg de peso em um único dia, é característico do ciclo menstrual, causado pela variação hormonal que ocorre nessa fase. Outros fatores, como a falta de exercícios físicos, o estresse, o uso de corticoides e a alimentação rica em sal, também contribuem para o inchaço.

Isabel.Silva: Imagina o quanto fica difícil para se vestir!

Isabel.Silva: Peraí, não dizem que o anticoncepcional é que provoca o inchaço?

Dra. Flávia: Converse sobre isso com o seu médico se vc escolher um contraceptivo oral, ele irá  orientar quais deles podem reter mais líquidos do que outros, e qual o mais indicado para cada mulher. 

 

Nanda_Blue: Nossa! O meu inchaço diminuiu muitooo !!!

Isabel.Silva: Então é assim?

Dra. Flávia: A principal atividade do anticoncepcional oral é inibir a ovulação. Os anticoncepcionais orais combinados contêm dois hormônios sintéticos – o estrogênio e o progestagênio. Tomar o anticoncepcional corretamente diminui a produção de outros hormônios responsáveis pela ovulação. É como se o anticoncepcional oral conseguisse deixar os ovários em repouso. Claro que, como todo medicamento, eles apresentam alguns efeitos colaterais - alguns podem até ser positivos, como a diminuição do inchaço!

"#Não esqueça a camisinha. O anticoncepcional protege contra gravidez, mas não evita as doenças sexualmente transmissíveis. "

"Se, quando você iniciar o anticoncepcional oral, sentir algum efeito indesejado, como náuseas, dor de cabeça, dor nas mamas, #não marque bobeira. "

"#Nunca tome um anticoncepcional que não tenha sido indicado pelo seu ginecologista. Apenas seu médico pode avaliar o que é bom para sua saúde."

"Existem diversos anticoncepcionais. Para escolher a melhor opção, #você precisa da ajuda de seu ginecologista."

Referências bibliográficas

Consultora Médica: Dra. Flávia Raquel Rosa Junqueira - CRM-SP 101.066

Material destinado ao púlbico geral. Fev./2019

BRWH190152