Varizes Masculinas: Homens também podem ter doença venosa

O problema não é exclusividade das mulheres, saiba como prevenir e tratar as varizes em homens

Muitos acreditam que as varizes são mais comuns em mulheres, mas a verdade é que até um quinto dos homens terá algum grau da doença ao longo da vida. As varizes em homens têm a mesma origem que as varizes em mulheres, apesar delas terem mais fatores de risco para desenvolver a doença. A única diferença das varizes masculinas é que os homens demoram mais a cuidar e só recorrem ao médico quando as dores ficam crônicas. Portanto, tratar as varizes em homens tem as mesmas indicações para as mulheres. Veja a seguir o sistema venoso masculino:

Sim. Homens também têm varizes.

A doença venosa, cuja manifestação mais frequente são as varizes, ocorre quando a pressão nas veias aumenta e há dificuldade do retorno do sangue para o coração. Acontece, principalmente, nos membros inferiores e suas formas de manifestação mais comuns são: dor, sensação de peso e cansaço nas pernas, queimação, ardência nas regiões em que as veias estão dilatadas e eventualmente câimbras noturnas e coceira.

Quais são os sintomas e os sinais da doença venosa?

  • Dor tipicamente em peso, queimação ou cansaço, especialmente ao fim do dia.
  • Nos estágios intermediários, é possível identificar inchaço e escurecimento da pele ao redor do tornozelo.
  • Nos casos extremos, há a presença de úlceras.

O que causa as varizes?

São vários os fatores de risco que podem desencadear ou facilitar o aparecimento da doença venosa

Componente familiar e hereditária
Excesso de peso
Sedentarismo
Trabalho em pé ou carregando peso
Obstipação intestinal
Exercícios físicos exagerados

Como melhorar a circulação e evitar o avanço das varizes? 

A doença venosa é crônica e não há, até o momento,  cura. Os tratamentos visam a melhora de sinais e sintomas e estão divididos em três grupos principais:

  • Cirurgia convencional.
  • Tratamento percutâneo ou minimamente invasivo.
  • Tratamento com medicamento ou conservador.

Converse com seu médico angiologista ou cirurgião vascular para que vocês possam escolher a melhor opção para seu caso.

Referências bibliográficas:

  1. https://www.sbacv.org.br/artigos/medicos/varizes (acesso em abril/2019). 

Material destinado aos usuários do website do programa a:care

Maio/2019 

BRAAV190528